Deixar Ir

100_0502

“ Deixar ir ” não significa parar de se importar, isso significa que eu não posso fazer isso por alguém.

” Deixar ir ” não é se isolar, é perceber que eu não posso controlar o outro.

” Deixar ir ” não é consentir , mas  reconhecer o aprendizado como  consequência natural .

” Deixar ir ” é admitir a impotência , o que significa que o resultado não está em minhas mãos .

” Deixar ir ” não é tentar mudar ou culpar o outro, mas sim sacar o máximo de mim mesmo.

” Deixar ir ” não é cuidar , mas atender.

” Deixar ir ” não é reparar , mas ser solidário .

” Deixar ir ” não é julgar , mas permitir que o outro seja  um ser humano.

“Deixar ir ” não é estar no meio organizando todos os resultados , mas permitir que outros influenciem os seus próprios destinos .

” Deixar ir ” não é ser protetor , é permitir  ao outro  encarar a realidade .

” Deixar ir ” não é negar , mas aceitar .

“Deixar ir ” não é censurar , repreender ou discutir, mas procurar as minhas próprias falhas e corrigi-las.

” Deixar ir ” não é ajustar tudo aos meus desejos, mas aceitar cada dia e aprecia-lo.

” Deixar ir ” é não lamentar o passado , mas crescer e viver para o futuro.

” Deixar ir ” é Temer menos e Amar mais.

Louise Hay

Anúncios
Esse post foi publicado em Reflexões. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s