Uma árvore sem folhas não faz sombra

15036

“Tereis de lutar não só contra os orgulhosos, os egoístas, os materialistas e todos esses infelizes que se acham imbuídos do espírito do século, mas, ainda e principalmente, contra a turba dos Espíritos enganadores que, encontrando em vosso meio uma rara reunião de médiuns, pois a tal respeito sois os mais favorecidos, logo virão assaltar-vos.”

Revista Espírita, maio de 1861 – discurso do Sr. Allan Kardec – Por ocasião da renovação do ano social, pronunciado na sessão de 5 de abril de 1861.

Em 1885 quando Kardec iniciou seus estudos sobre os fenômenos das manifestações até os dias de hoje, muito já se fez em nome do Espiritismo. Passamos das comunicações primitivas, como por exemplo as mesas girantes, a grandes mensagens mediúnicas através de médiuns como Chico Xavier, Divaldo P.Franco, Maury R.Cruz entre outros.

Em pleno início do seculo XXI podemos comentar e  escrever sobre o espiritismo abertamente por meio das redes sociais sem os temores de outrora.

Com isso houve uma crescente demanda de centros espiritas, principalmente no Brasil e agora também  apresentando  um crescimento importante na Europa.

A boa notícia é que estamos propagando cada dia mais essa doutrina,  porem  o outro lado da moeda é muito preocupante, pois observamos pessoas que em nome da doutrina utilizam de fenômenos anímicos para  conduzir e orientar pessoas  em centros espiritas, sem atenderem as regras básicas do espiritismo.

José  Aniorte Alcaraz em seu livro” Elucidações Espíritas” comenta que:
“Se o centro espirita fosse compreendido pelos espíritas e eles fossem capazes de reconhecer o que é na realidade, qual é sua função e o trabalho que devem realizar, o espiritismo já seria hoje a filosofia espiritual mas importante do Planeta.”(…)“Que a maior missão que os espiritas devem realizar é o esclarecimento das mentes humanas, para que essas possam se adaptar a um futuro melhor, assumindo novas responsabilidades” e (…)  “a má interpretadão religiosa que ainda se vê na doutrina espírita, está criando uma mentalidade de ovelhas dóceis. Esta classe de centros espiritas se converteu em uma espécie de sacristia laica, em que as pessoas ignorantes se convertem em guias e professores, indicando o caminho ao plano espiritual.”

É necessário que os espíritas  aprendam a criar prontidão para aplicar os fundamentos da ciência no campo do Espiritismo, buscando entender os fenômenos mediúnicos e suas  manifestações, fazendo indagações tais como:

-O que vem a ser ectoplasma? e quantos tipos existem?

-O que é frequência? e como ela pode me afastar o me aproximar de espíritos bons?

-Minhas atitudes no dia a dia me fazem um ser humano melhor?

-Minha alimentação é saudável? e como ela  influencia no meu mediúnico? etc.

Por isso  devemos estar atentos para qualidade desses  centros espiritas e devemos ter o cuidado em procurar aqueles  que realizam  um trabalho sério, onde não impera o orgulho,  a arrogância, a ambição e a ignorância dos médiuns dirigentes.

O  agente mediúnico deve ter a consciência da sua responsabilidade ao assumir o papel de mensageiro da verdade entre o polisistema material e o polisistema espiritual.

Não podemos  estagnar pois existe um progresso natural da Humanidade, das ciências e consequentemente do Espiritismo. Cabe a nós acompanhar esse progresso, pois  assim como uma árvore sem folhas não faz sombra, um centro espirita sem a responsabilidade em demonstrar que a Doutrina Espírita é ciência, filosofia e religião,também não faz.

Sonia Maria Puighermanal

Anúncios
Esse post foi publicado em Reflexões. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s