É preciso lutar contra a correnteza para se chegar à margem

CANOAGEM2

 

Habitue-se a, serenamente, esperar, aprender, trabalhar e descansar com dignidade.

Não é, de maneira nenhuma, o bem-estar, a vida tranqüila, a ociosidade, mas as provações e as dificuldades que disciplinam o homem, trazendo à sua consciência a luz, a tranqüilidade, o equilíbrio.

A vida é sempre força da adversidade que representa a permanente construção do caráter.

Na Terra, há plantas que precisam que suas folhas sejam maceradas para exalarem o seu mais reconfortante perfume — assim também há homens que necessitam passar por provações para alcançarem o mais profundo do seu próprio ser, fazendo o autoconhecimento. As provações descobrem e lapidam as virtudes humanas, trazendo ao trato diário as experiências do longo aprendizado reencarnatório.

Alguns homens apresentam comportamentos dúbios, inseguros, por sua indolência. Porém, quando se vêem diante de problemas, de situações difíceis, sensibilizam-se pela dor, pela angústia, assumindo responsabilidades, provando a si mesmos e aos outros a força que possuem e que ninguém dela suspeitava; e onde havia debilidade, angústia, medo e desconfiança de si mesmo, encontra-se predisposição ao trabalho, valor positivo e muita abnegação.

A dor, na escolaridade da Terra, é, sem dúvida alguma, a instituição da disciplina, do autoconhecimento, do aprendizado, da construção do caráter, da iluminação. O homem espiritualizado entende que se não fossem algumas provações, a forja da dor, a melhor parte do seu ser estaria em sono profundo.

A forte correnteza é sempre treinamento, oportunidade de crescimento, portanto ascensão à espiritualidade, à felicidade, àquele que luta para alcançar a margem.

Deus é a plenitude do amor.
O homem espiritualizado vive a força da luz, da esperança, é feliz.

Amor, coragem, fé.

 

Fonte: Mensagem extraído do livro “Na luta do cotidiano, A força do amor”
pelo espírito Leocádio José Correia
Psicografado pelo médium Maury Rodrigues da Cruz

Anúncios
Esse post foi publicado em Reflexões e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s