Allan Kardec

Allan Kardec

AllanKardecPortrait

O seu verdadeiro nome era Hippolyte Léon Denizard Rivail. “Hippolyte” em família; “Professor Rivail” na sociedade e “H.L.D.Rivail” na literatura. Aos 18 anos já era mestre colegial de Ciências e Letras, e, desde os 20 anos renomado autor de livros didáticos.

Estudou em Yverdun, Suiça, no Instituto do célebre pedagogo e filantropo Johann Heinrich Pestalozzi, de quem se tornou um eminente discípulo e colaborador. Ele foi instruido segundo o método racionalista de Pestalozzi, o qual estimulava o sentido natural de observação promovendo a capacidade de pensar. Esse método recomendava aos estudantes que sempre buscassem a razäo e a finalidade de tudo. Desta forma a atenção e a percepção eram estimuladas. Esse tipo de educação e instrução influiu decisivamente sobre os métodos empregados por ele para a codificação da Doutrina Espírita. Aplicou-se à propaganda do Sistema de Educação que exerceu grande influência sobre a reforma dos estudos na França e na Alemanha. Falava os idiomas: alemão, inglês, italiano, espanhol e holandês.

Rivail, o educador

Fundou em Paris – com sua esposa Amélie Gabrielle Boudet – um estabelecimento semelhante ao de Pestalozzi em Yverdun. Escreveu gramáticas, aritméticas, estudos pedagógicos superiores; traduziu obras inglesas e alemãs. Organizou, em sua casa, cursos gratuítos de Química, Física, Astronomia e Anatomia Comparada.

Membro de várias sociedades, notadamente da Academia Real de Arras, foi premiado, por concurso, em 1831, com a monografia: “Quais são as modificações úteis e fáceis de introduzir no ensino atual das Escolas para melhor adequá-lo com o estado da civilização e as necessidades da época?” Dentre as suas obras destacam-se: Plano apresentado para o melhoramento da instrução pública (1828); Curso prático e teórico de aritmética (1829, segundo o método de Pestalozzi); e Gramática francesa clássica (1831)

Kardec, o codificador

Foi em 1854 que o Prof. Rivail ouviu falar das mesas girantes, fenômeno mediúnico que agitava a Europa. Ele passa entäo a observar estes fenômenos; pesquisando-os cuidadosamente, graças ao seu espírito de investigação, que sempre lhe fora peculiar. Nunca formulou teorias pré-concebidas, observava atentamente, comparava, deduzia as consequências. Procurava sempre a razão e a lógica dos fatos. Usou o método experimental (Método da Experimentação), que aprendera com Pestalozzi, e com o qual já estava familiarizado na função de educador. Partindo dos efeitos, o Professor Rivail remontou às causas e reconheceu a autenticidade daqueles fenômenos.

Convenceu-se da existência dos Espíritos e de sua comunicação com os homens. Interrogou os Espíritos, anotou e ordenou os dados que obteve. Por isso é chamado “Codificador do Espiritismo”. Os autores da Doutrina Espírita são os Espíritos Superiores. Quando ele viu, que tudo aquilo formava um conjunto e tomava as proporções de uma Doutrina, decidiu publicar um livro, para instrução de todos. Assim, publicou “O Livro dos Espíritos” em 18 de abril de 1857, em Paris. Adotou o pseudônimo Allan Kardec, a fim de diferenciar a obra espírita das obras pedagógicas anteriormente publicadas por ele.

Em janeiro de 1858, Kardec lançou a “Revue Spirite” (Revista Espírita) e fundou a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas. Em seguida publicou “O que é o Espiritismo” (1859), “O Livro dos Médiuns” (1861), “O Evangelho segundo o Espiritismo” (1864), “O Céu e o Inferno” (1865) e “A Gênese” (1868).

Kardec faleceu em Paris, em 31 de março de 1869, aos 64 anos, em razäo da ruptura de um aneurisma. Seu corpo está enterrado no cemitério “Père Lachaise”, em Paris, França. Seus amigos reuniram textos inéditos e anotações de Allan Kardec no livro “Obras Póstumas”, que foi lançado em 1890.

Fonte: FEB e FEESP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s